Terá, Pai de Abraão

Imagem
  Foto modificada. Fonte da foto original: imb Terá, Pai de Abraão Terá, pai de Abraão. A Bíblia nos dá poucas informações sobre Terá. Ele chegou em Ur atraído pela prosperidade do lugar, mas além da riqueza, Terá adquiriu os costumes pagãos da região. Era descendente da linhagem de Sem, um dos filhos de Noé. Seus filhos Abraão, Naor e Harã nasceram em Ur.  "E viveu Terá setenta anos, e gerou a Abrão, a Naor, e a Harã.” (Gn 11.26). O filho, Abraão, se casou com a sua meia irmã Sara, o que significa que Terá teve uma filha com outra mulher, essa informação pode ser conferida em Gênesis 20.12. Naor se casou com a sobrinha Milca, filha de Harã, este morreu em Ur. Terá e seus parentes saíram de Ur para ir a Canaã e ao chegarem em Harã habitaram ali. "E tomou Terá a Abrão seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã, e habitaram ali."  (Gêne

Deus existe?

Deus Existe?

Deus existe?

A existência de Deus é um assunto muito discutido entre pessoas de várias religiões, principalmente aquelas que não confessam a crença em um único Deus ou em outros deuses. Os evangélicos creem em um Deus invisível e por isso são considerados como loucos. Consta em 1 Coríntios 2.14,15, que as coisas do espírito de Deus parecem loucura ao homem natural, ou seja, o que não é cristão, mas não podem entendê-las porque elas são espirituais.


“Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido.” (1coríntios 2.14,15).


A definição de Deus segundo o dicionário Michaelis é que Ele é o ser supremo, o espírito infinito e eterno, além de Deus ser o criador e o preservador do Universo Ele é incriado. Consta no Wikcionário que a palavra “deus” é um substantivo masculino e em uma religião ela é um ser sobrenatural de poderes sobre-humanos. O sinônimo dessa palavra é divindade; e a etimologia é do latim deus, dei.


Há quem duvide da existência de Deus, assim como há os que creem nEle, embora com certas divergências em relação aos ensinamentos da Bíblia. Esses que creem, mas distorcem as revelações bíblicas, são semelhantes àqueles que duvidam dessas revelações, portanto negam o Deus revelado nas Escrituras.


O propósito deste artigo não é provar a existência de Deus, até porque a Bíblia já é a própria revelação divina, mas sim, expor algumas informações que podem nos ajudar a entender sobre algumas formas de crenças da existência de Deus. Quem não crê em Deus faz parte da classe denominada de ateísmo. Os ateus podem ser divididos em dois grupos: práticos e teóricos.




Ateísmo Prático e Teórico

Os ateus práticos são os que vivem como se não existisse Deus, não reconhecem a Deus e Ele não faz parte dos seus pensamentos. Os Salmos 14 e 53 descrevem bem esses tipos de ateus. Os ateus teóricos pertencem a uma classe mais intelectual e a base da sua negação é o desenvolvimento de um raciocínio lógico. Seus argumentos são filosóficos, sociais e históricos.


Agnosticismo

O agnóstico não se interessa em conhecer a existência de Deus. A palavra Agnosticismo é de origem grega e o seu significado é "não saber". Ele crê que a criação e os fatos que comprovam a existência de Deus não são suficientes para provar a existência Dele. Eles creem apenas no que podem ver e apalpar.


Deísmo

O deísmo admite a existência de Deus, porém rejeita completamente a revelação divina a humanidade e qualquer espécie de dogma¹ ou de religião organizada. Ele alega que Deus não possui atributos morais nem intelectuais e duvida que Ele tenha criado o Universo. A religião é baseada unicamente no raciocínio humano.



Materialismo

O Materialismo, como o próprio nome revela, declara que a matéria é a única realidade e que o homem sendo um animal não tem responsabilidade por seus atos e procedimentos. Argumenta que os vários comportamentos físicos e psíquicos humanos são apenas movimentos da matéria. O Materialismo crê na persistência da matéria e da força. Para ele não há Deus, alma humana e muito menos imortalidade.


Panteísmo

O Panteísmo crê que Deus é o próprio universo e os seus ensinamentos são baseados na premissa² de que no universo Deus é tudo e tudo é Deus. O Hinduísmo é praticante desse ensinamento. O pensamento filosófico e religioso do Panteísmo confunde o Criador com a criação.



Conclusão

Essa parte final do artigo eu vou deixar para quem quiser concluir. Fique a vontade para dar o seu parecer. É claro que deve haver o respeito necessário independente da sua religião, vamos respeitar o pensamento de cada um. Quero deixar bem claro que os comentários são analisados, portanto comentários com palavras obscenas serão excluídos.

“Honrai a todos. Amai a fraternidade. Temei a Deus. Honrai ao rei.” (1 Pedro 2.17).



Por Julio Ferreira Lima


Postado por Julio Lima em 6 de ago. de 2020



VOCABULÁRIO:

1dog.ma, sub. masculino
  1. ponto inquestionável de uma doutrina
  2. princípio autoritário, crença ou declaração, principalmente aquele reconhecido como verdade absoluta e indisputável, independentemente de evidências ou sem indicíos para suportá-lo
  3. Etimologia Do grego antigo δόγμα.

2 - pre.mis.sa substantivo
  1. uma proposição que ajuda a chegar numa conclusão
  2. Etmologia Do latim praemissa.




Referências:

Textos bíblicos on-line: João Ferreira de Almeida Corrigida Fiel

Apostila do Seminário Teológico Bom Pastor: Doutrinas Bíblicas - 1 - Uma Introdução à Teologia Bíblica - Organização e Adaptação Pr. Benilton Cardoso

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

José, de Escravo a Governador do Egito

Liberdade com Deus

O Fim do Reino de Judá