Terá, Pai de Abraão

Imagem
  Foto modificada. Fonte da foto original: imb Terá, Pai de Abraão Terá, pai de Abraão. A Bíblia nos dá poucas informações sobre Terá. Ele chegou em Ur atraído pela prosperidade do lugar, mas além da riqueza, Terá adquiriu os costumes pagãos da região. Era descendente da linhagem de Sem, um dos filhos de Noé. Seus filhos Abraão, Naor e Harã nasceram em Ur.  "E viveu Terá setenta anos, e gerou a Abrão, a Naor, e a Harã.” (Gn 11.26). O filho, Abraão, se casou com a sua meia irmã Sara, o que significa que Terá teve uma filha com outra mulher, essa informação pode ser conferida em Gênesis 20.12. Naor se casou com a sobrinha Milca, filha de Harã, este morreu em Ur. Terá e seus parentes saíram de Ur para ir a Canaã e ao chegarem em Harã habitaram ali. "E tomou Terá a Abrão seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã, e habitaram ali."  (Gêne

O que Fazer na Hora do Desespero?

Mulher em pânico

O que Fazer na Hora do Desespero?

A humanidade está em pânico. Um inimigo monstruoso cresce a cada dia deixando a população do planeta desesperada. Não há exército no mundo inteiro que possa eliminá-lo. Ele está aterrorizando a população. Milhares de pessoas já foram vítimas fatais desse monstro. Tornamo-nos prisioneiros intocáveis. Estamos nos afastando dos amigos, dos irmãos em Cristo e da nossa própria família, tamanha é a preocupação de sermos atingidos por ele.

Estão surgindo muitos profetas com profecias assustadoras. Nessa hora até quem não é profeta quer profetizar. Todavia na Bíblia encontramos profetas que eram usados por Deus. Como explicar essa profecia de Isaías que Deus ia levantar Ciro para libertar os cativos da Babilônia 150 anos antes do nascimento de Ciro:

“Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações diante de sua face, e descingir os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão” (Isaías 45.1).



Coincidência ou Revelação de Deus? 

Interessante, que nesses dias conturbados surge uma suposta profecia que aparentemente coincide com o vírus que está se alastrando neste ano de 2020. O romance intitulado "The Eyes of Darkness" ("Os Olhos da Escuridão" do escritor norte-americano Dean Koontz vem intrigando muita gente. Como pode um romance de ficção de 1981 coincidir com o que está ocorrendo em pleno ano de 2020? 

A obra em pauta vem se destacando na internet após um internauta ter postado no twitter a foto da página desse livro destacando algumas coincidências com o coronavírus referindo-se a uma arma biológica chamada "Wuhan-400" desenvolvida próximo da cidade chinesa onde surgiram os primeiros casos de pessoas infectadas por coronavírus. 

Pesquisando sobre esse romance descobri que não é bem assim não. Veja o que diz o jornalista de computação Paolo Attivissimo:  "...Koontz publicou mais de uma versão de seu romance, alterando os detalhes. Na versão original, lançada em 1981, não há menção a Wuhan, mas à cidade soviética de Gorki, e o vírus é chamado de 'Gorki-400'. Ele se tornou Wuhan na edição de 1996, para levar em conta o fato de que a União Soviética não existia mais e que a China parecia uma fonte mais credível". Fonte: ilSicilia.it

Por outro lado, esse autor poderia até ter previsto esta situação que estamos vivendo no momento; ou foi uma simples imaginação? Visto que, em uma obra de ficção há uma observação referindo-se ao escritor que deixa claro a sua criatividade. Nomes, lugares e eventos são da imaginação do autor ou seja, são usados de forma fictícia e quaisquer semelhanças com pessoas reais vivas ou mortas, eventos ou locais são meras coincidências. Nessa obra Koontz usa o pseudônimo de Leigh Nichols.


Como Surgiu o Coronavírus?

Mapa dos continentes sobreposto ao rosto com máscara

A Dra. Débora Otero, médica infectologista e membro da diretoria da Associação dos Profissionais em Controle de Infecções e Epidemiologia Hospitalar (ABIH), Ela falou do início da doença e como se espalhou pelo mundo.
Dra. Débora diz que o vírus se manifestou pela primeira vez no início de dezembro de 2019, na província de Wuhan, na China, em pessoas que estavam em uma feira de animais vivos. 

Logo após esses primeiros casos, o vírus se espalhou entre as pessoas - mesmo entre as que não tiveram contato com a feira de animais - porque é um vírus respiratório que é facilmente transmitido. Temporariamente chamado de 2019-nCoV  no início da epidemia foi batizado de Sars-Cov-2; a doença respiratória que ele causa é covid-19. Fonte: Seleções




Conclusão 

Mãos levantadas e o brilho do sol

As notícias são assustadoras e as preocupações são inevitáveis. Parece que não há saída. O medo de ser atingido por esse inimigo invisível vem apavorando muita gente. Contudo precisamos entender que a preocupação exagerada pode facilitar a nossa derrota. Saiba que o medo e a preocupação só vão cooperar para a fraqueza do corpo e facilitar o aparecimento das doenças. Vamos manter a calma e nos revestir da armadura de Deus: “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder”. Efésios 6.10.
 

A minha esposa diz que o coronavírus é apenas um nome e que Deus está acima de todos os nomes. Nesse momento difícil e de informações alarmantes, devemos crer na Palavra de Deus que diz: "Não temerá maus rumores; o seu coração está firme, confiando no Senhor". Salmos 112.7.

Deus falou a Josué: “Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares” (Josué 1.9). Deus quer que sejamos fortes e corajosos. Então o que precisamos fazer é clamar e ficar ligado na Palavra de Deus, porque Ela vai nos orientar e nos dar a vitória.





Por Julio Ferreira Lima



Fontes citadas acima: ilSicilia.itSeleções




Referências bíblicas: Almeida Corrigida e Fiel (ACF)

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

José, de Escravo a Governador do Egito

Liberdade com Deus

O Fim do Reino de Judá