Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados

Imagem
  Lisens:  CC BY SA 4.0 Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados (Complemento do artigo anterior) Os filhos de Israel sempre foram ingratos, esquecendo-se das obras de Deus, e de todas às vezes que clamavam por socorro e eram atendidos, agora além de desprezarem Samuel, rejeitaram a soberania de Deus. Já vimos que a mãe de Samuel, Ana, sob os cuidados de Eli, sumo sacerdote e juiz de Israel, entregou seu filho a Deus, e o menino cresceu aprendendo a Palavra de Deus. Samuel começou seu ministério como profeta muito jovem e foi o primeiro profeta de Israel (mencionado na Bíblia - Atos 3.24) e o último juiz. Se ainda não leu o início da história de Samuel, então leia neste artigo 👉 A Fidelidade e a Santidade de Samuel . O Início da Monarquia Samuel exortou o povo a abandonar seus ídolos, aproximar-se mais de Deus e preparar seus corações para o Senhor, que Ele libertará Israel das mãos dos filisteus. Samuel também convocou todo o Israel para congregar em Mizpá, ali houve arrependimento, je

Deus Ajusta Contas com o Rei da Babilônia

Jardins da Babilônia

DEUS AJUSTA CONTAS COM O REI DA BABILÔNIA

Deus ajusta contas com o rei da Babilônia. No artigo anterior: “O Fim do Reino de Judá” O Rei da Babilônia havia invadido Jerusalém. Ele saqueou o país levando todas as riquezas e as peças sagradas, além de destruir e atear fogo no templo.


Em 2Reis 25, a Bíblia relata que o Rei da Babilônia e todo o seu exército veio  contra Jerusalém e a cidade  foi cercada. Já no quarto mês de cerco, quando a cidade se via apertada da fome e não havia pão para o povo da terra. Então foi feito brechas na cidade e todos os homens de guerra fugiram de noite. O rei Zedequias fugiu pelo caminho da campina, porém o exército dos caldeus o perseguiu e o alcançou nas campinas de Jericó. E os filhos de Zedequias foram degolados diante dos seus olhos. Também vazaram os olhos de Zedequias e o ataram com duas cadeias de bronze e o levaram a Babilônia.


Jeremias havia alertado Zedequias e o aconselhara a entregar-se à Babilônia, mas Zedequias não considerou os conselhos de Jeremias e acabou preso na Babilônia até o fim da sua vida, (Jeremias 38.14-28; 52.11). Os poucos judeus que restaram, os mais pobres, receberam vinhas e campos. Assim o rei da Babilônia nomeou Gedalias, filho de Aicão, filho de Safá, governador sobre o povo que ficara. Porém após alguns meses mataram Gedalias e os judeus e caldeus que estavam com ele em Mispa. Os judeus que receberam terras e vinhas tiveram medo de Nabucodonosor acusa-los de traição. Logo eles fugiram para o Egito e toda Judá ficou em ruínas desérticas. Como Jeremias havia profetizado:

“E toda esta terra virá a ser um deserto e um espanto; e estas nações servirão ao rei de Babilônia setenta anos.” (Jeremias 25.11).



A Queda de Babilônia

Desenho de Marduk e o seu dragão

A cidade da Babilônia, situada no atual Iraque, era um poderoso império no Oriente Médio. O atual rei era Belsasar, que reinava em lugar de seu pai, o seu nome em aramaico significa: “Aquele a quem Bel protege”, o prefixo “Bel” no nome de Belsasar simbolizava o deus Marduk, deus protetor da cidade da Babilônia, esse deus pertencia a uma geração de deuses da antiga Mesopotâmia. Filho de uma relação incestuosa entre Enki e Ninhursag.

O templo de Bel, também conhecido como Marduk, era o mais venerado na Babilônia. Na Bíblia, Bel é mencionado em Isaías: 46:1 e Jeremias: 50.2; 51.44.


O profeta Jeremias havia profetizado no capítulo 25.11 sobre a destruição do Reino de Judá, e no versículo seguinte profetizara o castigo que viria sobre o rei de Babilônia, quando se cumprisse setenta anos:

“Acontecerá, porém, que, quando se cumprirem os setenta anos, visitarei o rei de Babilônia, e esta nação, diz o SENHOR, castigando a sua iniquidade, e a da terra dos caldeus; farei deles ruínas perpétuas” (Jeremias 25.12).



A festa que Belsasar Promoveu

Belsasar e a mão escrevendo na parede

Em Dn 5.1-31 o rei Belsasar deu uma festa e convidou mil dos seus nobres. Eles bebiam e comiam sem limites. O rei mandou trazer os utensílios de ouro e de prata que o ¹avô, Nabucodonosor, tirara do templo em Jerusalém. Belsasar serviu bebida nos utensílios sagrados a seus convidados, às suas mulheres e concubinas. Essa atitude do rei de blasfêmia, irreverencia e idolatria contribuíram para a queda repentina da Babilônia.


Interessante que em uma festa promovida pelo rei, os convidados não podiam recusar o convite do rei, pois quem recusasse o convite do rei, corria o risco de ser morto. Porém Daniel não se intimidou com isso, porque ele era fiel a Deus e não ia participar de uma festa que era uma verdadeira orgia, pois havia muitas prostitutas contratadas, muita comilança e bebidas em excesso.


Quando todos estavam muito embriagados uma mão misteriosa escreveu com fogo na parede: MENE, MENE, TEQUEL, UFARSIM. O rei não sabia o que significava aquilo e os seus joelhos batiam um no outro de tanto que tremia. Mandou chamar todos os sábios, mas não houve quem decifrasse o que estava escrito na parede. A mãe do rei faz menção a ele de Daniel. Ao ser informado da capacidade de Daniel, manda chama-lo e oferece roupas de purpuras, cordão de ouro e diz que ele será o terceiro no reino. Porém Daniel rejeitou a oferta do rei e interpretou o que estava escrito na parede do Palácio.

 A interpretação é esta: Mene: “Contou, Deus o teu reino, e o acabou”. Tequel: “Pesado foste na balança e foste achado em falta”. Perez: “Dividido foi o teu reino, e dado aos medos e aos persas”. O rei não se importou com isso e continuou com a festa.



A profecia de Isaías fala que Deus ia levantar Ciro para libertar os cativos da Babilônia. Essa profecia foi feita 150 anos antes do nascimento de Ciro:


“Assim diz o SENHOR ao seu ungido, a Ciro, a quem tomo pela mão direita, para abater as nações diante de sua face, e descingir os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão” (Isaías 45.1).





Moeda Dárico
Naquela noite a profecia se cumpriu, Os generais Ciro da Pérsia e Dario da Media se uniram, desviaram o curso do rio Eufrates desceram pelo rio, entraram no palácio de verão, mataram o rei e dominaram a Babilônia. Deduz-se que Dario era um rei devido à figura de um rei cunhada em uma moeda dárica, a identidade dele ainda não foi definida pelos arqueólogos.


“Que digo à profundeza: Seca-te, e eu secarei os teus rios. Que digo de Ciro: É meu pastor, e cumprirá tudo o que me apraz, dizendo também a Jerusalém: Tu serás edificada; e ao templo: Tu serás fundado” (Isaías 44.27,28).




  • 1- Essa expressão: “Nabucodonosor, seu pai” que se encontra em  Daniel 5.2 não quer dizer que Nabucodonosor era pai de Belsasar, significa que era ancestral¹ de Belsasar, mais precisamente o avô. Belsasar era filho de Nabonildo e sua mãe era Nitócris, provável rainha-mãe citada no capítulo cinco de Daniel.





CURIOSIDADES:

Ruinas da cidade de Babilônia
A existência da Babilônia era contestada e ninguém acreditava que ela existiu, mas os beduínos, que viviam no deserto do Iraque, apontavam para a montanha de areia de pó e diziam que ali era a Babilônia. A verdade é que ninguém acreditava neles, por serem beduínos eram considerados analfabetos. Mas eles vivem no deserto, pode-se concluir que conhecem o deserto e as histórias que contavam os seus ancestrais. Um arqueólogo viu que os beduínos faziam suas casas com tijolos queimados que encontravam ao escavarem o solo daquela montanha, então ele explorou o local e descobriu as ruínas da cidade de Babilônia.






Baseado na Bíblia Sagrada



Por Julio Ferreira Lima



VOCABULÁRIO:

1. an·ces·tral
adjetivo m+f
1 Relativo a antepassados.
2 Que se herda dos avós (avoengos).

Referências:



Textos bíblicos on-line: João Ferreira de Almeida Corrigida Fiel


BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo de Genebra. 2ª edição. Tradução de J. F. de Almeida. Edição revista e atualizada. Baruerí, SP: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 1999. 1728 p

Referências históricas on-line:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nabonido

Comentários

  1. Excelente irmão Júlio. Muito bem escrito e detalhado. Aprendi fatos que desconhecia desta narrativa na Bíblia. Parabéns. Sua pesquisa está riquíssima de detalhes muoto interessantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Que Deus te abençoe rica e abundantemente

      Excluir
  2. Parabéns, irmão.
    Deus continue te abençoando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, que Deus te abençoe grandemente também. Desculpe a demora na resposta, fiquei um tempo fora.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe o seu comentário para incentivar o nosso trabalho, será de grande valia para o crescimento do blog. Obrigado. Volte sempre.


Postagens mais visitadas deste blog

Jesus Dava Exemplos de Gratidão?

Jacó Foi Trapaceiro?

José, de Escravo a Governador do Egito

A Consolação de Israel