Tamar, Uma Cananéia Justa

Imagem
  Ilustração de Stefan Keller (foi modificada) Fonte da foto original:  KELLEPICS Tamar, Uma Cananéia Justa Tamar foi considerada justa por sua coragem, fé e determinação. A Bíblia é repleta de histórias que cativam a nossa fé. Jacó ou Israel foi o terceiro patriarca da Bíblia, todos os seus doze filhos deram origem ao povo de Israel. Um dos filhos de Jacó, Judá, teve uma participação importante, pois da sua descendência, Jacó profetizou que viria o Messias. Contudo ela estava correndo riscos, pois os filhos de Judá não engravidaram a sua nora, uma cananéia. O primogênito morreu porque era mau aos olhos do Senhor, o segundo morreu, porque não queria engravidar a mulher do seu irmão falecido, pois derramava o sêmen no chão, e o terceiro filho, o pai temeu que ele também morresse e não quis dá-lo a nora. A história dessa descendência se encontra neste artigo: "Uma Descendência Ameaçada” , nele eu falo de Judá o quarto filho de Lia com Jacó, Agora pretendo relatar com mais detalhes a

Débora, Uma Mulher Destemida

Rosto-de-mulher
Fonte da foto: IBM (foto modificada)

Débora, Uma Mulher Destemida

Débora, uma mulher destemida que não media esforços para defender o seu povo dos opressores. Os juízes exerciam autoridade sob a orientação de Deus em assuntos militares e civis e tomavam decisões legais quando necessário, eles eram revestidos do poder de Deus para defender o seu povo das mãos dos inimigos.


Débora foi uma juíza destemida que se levantou como mãe em Israel para defender e julgar com justiça os filhos de Israel. Que tal conhecermos um pouco sobre essa mulher destemida? Antes de conhecê-la vamos entender como surgiram os juízes.


Deus escolhia os líderes para governar os filhos de Israel, o primeiro foi Moisés que morreu na terra de Moabe e o próprio Senhor o sepultou no vale, na terra de Moabe, defronte de Bete-Peor (cf Dt 34.5-6), Josué foi o seu sucessor e liderou os Israelitas na conquista de Canaã. Enquanto ele e os anciãos viviam, os Israelitas serviam ao Senhor (após a morte de Josué os anciãos ainda viveram por muito tempo).


Deus não quis destruir todos os inimigos de Israel, logo deixou cinco chefes dos filisteus, todos os cananeus, os sidônios e os heveus para habilitar os israelitas que ainda não haviam experimentado nenhuma das guerras de Canaã. O Senhor também queria provar aos filhos de Israel se eles dariam ouvidos aos mandamentos dEle que foram dados a seus pais por intermédio de Moisés.



Os filhos de Israel não seguiam esses mandamentos divinos, pois se voltavam para a idolatria, então Deus os entregavam nas mãos dos inimigos (cf Jz 2.14), logo o povo ficava em grandes aflições e o Senhor ouvia o seu gemido. Assim Deus respondia às súplicas do seu povo e levantava juízes, que revestidos de poder do Espírito Santo, defendiam os filhos de Israel.


O Senhor estava com os juízes todos os dias de suas vidas, logo o povo se sentia mais seguro, mas quando um juiz morria, os israelitas tornavam a praticar a idolatria servindo a outros deuses e se tornavam piores.




Os Antecessores de Débora


Os juízes eram considerados heróis e libertadores. Débora, uma juíza que fez a diferença, por sua coragem e ousadia. Também foi profetisa e, a quarta juíza. Os três juízes que a antecederam foram grandemente usados por Deus: Otoniel, tomado pelo Espírito do Senhor livrou os israelitas das mãos do rei da Mesopotâmia (cf Jz 3.7-11).


O livramento da opressão Moabita veio através de Eúde que governou por oitenta anos (cf Jz 3.12-30). O livramento da opressão Filisteia foi com Sangar que feriu seiscentos homens dos filisteus com uma aguilhada de bois (cf Jz 3.31).

Como era de costume, enquanto Eúde viveu, os israelitas permaneceram fiéis ao Senhor, porém após a sua morte, os filhos de Israel tornaram a praticar a idolatria e uma nova onda de opressão surgiu.



O Senhor, para repreendê-los, entregou-os nas mãos de Jabim, rei de Canaã que reinava em Hazor. O comandante do exército desse rei era Sísera, ele habitava em Harosete Hagoim. Jabim oprimia os filhos de Israel por vinte anos, estes clamaram ao Senhor.



A História de Débora


Débora, significa abelha. Na minha curiosidade, pesquisei o significado de abelha e descobri que significa luz, lealdade, diligência e ordem. Isso denota as características de uma mulher guerreira que segue o caminho da luz do Senhor e é leal a Ele. Débora foi a mulher de ¹Lapidote.


Ela atendia o povo de Deus debaixo da palmeira de Débora, entre Ramá e Betel, na região montanhosa de Efraim. Deus dá orientações a Débora para convocar Baraque, líder militar da tribo de Naftali, para derrotar o rei e o grande general Sísera do exército cananeu.


Débora chama Baraque e diz que Deus vai usá-lo para vencer o rei e o grande general Sísera. Baraque disse que só irá se ela for. Ele estava temeroso, pois a ordem era levar gente ao monte Tabor, e tomar com ele dez mil homens, que o próprio Deus daria à Sísera, general do exército de Jabim, com os seus novecentos carros de ferro e as suas tropas nas mãos de Baraque.


O receio dele é que o exército de Jabim era mais bem equipado para a guerra, e esse monte Tabor tinha um formato arredondado, e o exército do general Sísera o cercaria com facilidade. Assim ele insistiu com Débora dizendo que se ela não for ele também não irá. Então Débora concordou em ir e profetizou que a honra de matar o grande general Sísera será de uma mulher.




Uma Mulher Mata Sísera

Jael-mata-Sísera
Autor: Jim Padgett Fonte: Wikimedia Commons

Quando Deus entra na batalha, a vitória é garantida, só precisamos crer e confiar no nosso General. Foi justamente o que aconteceu: os dez mil homens desceram o monte e venceram o exército poderoso de Jabim.



Sísera, quando vê o seu exército perdendo, tenta fugir e é amparado por Jael, mulher de Héber, que sai ao seu encontro e o convida para entrar. Ele entrou e pediu um pouco de água, ela deu-lhe de beber e o cobriu.

COMPRE AQUI

👇

Outros-bíblia
Sísera disse a ela para não informar a ninguém da sua estadia ali, caso alguém o procurasse. Jael lançou mão de uma estaca, pegou um martelo e indo de mansinho até ele, cravou-lhe a estaca na fonte, cumprindo-se assim a profecia de Débora. É assim que Deus faz quando confiamos nEle. Débora entrou na guerra confiando unicamente no Senhor dos exércitos.

“Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus.” (Salmos 20.7).



No capítulo 5 de Juízes, Débora e Baraque entoam um cântico a Deus, o cântico de Débora. O versículo 31 deste capítulo, compara aquele que ama a Deus como o sol que sai na sua força. A nossa força vem do Senhor.

“Assim, ó Senhor, pereçam todos os teus inimigos! Porém os que te amam sejam como o sol quando sai na sua força.” (Juízes 5.31).



A história de Débora está relatada no livro de Juízes nos capítulos 4 e 5 do Antigo Testamento, vale a pena ler essa história.



Conclusão

A coragem, a determinação e a confiança em Deus, são qualidades que precisamos ter para que possamos enfrentar as lutas da vida. O nosso inimigo é espiritual e a nossa arma mais poderosa é a oração, logo se dermos ouvidos aos rumores de derrotas e fracassos, com certeza seremos derrotados e fracassados. Que possamos nos espelhar nessa mulher de oração e confiar no Senhor dos Exércitos.


Leia também Rute, Amiga inseparável e Ester, A Providência de Deus






Baseado na Bíblia Sagrada



Por Julio Ferreira Lima







INFORMAÇÕES


1 - Lapidote, de origem hebraica Lapidoth e significa "tochas", na Bíblia, foi marido de Débora (cf Juízes 4.4). Não há relatos na bíblia falando sobre ele.
Fonte Wikipédia



ABREVIATURAS


cf. Conferir
Jz Juízes
Dt Deuteronômio



Referências dos textos Bíblicos:

Almeida Corrigida Fiel - ACF (Bíblia Online)




Referência Bibliográfica

BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo de Genebra. 2ª edição. Tradução de J. F. de Almeida. Edição revista e atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 1999. 1728 p


Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

José, de Escravo a Governador do Egito

Jesus Dava Exemplos de Gratidão?

O Fim do Reino de Judá