Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Ciro

A Morte de Saul, Davi é Rei Sobre Israel

Imagem
Atribuição: Gerard van Honthorst, Public domain, via Wikimedia Commons A Morte de Saul, Davi é Rei Sobre Israel Davi Parte 4 Passaram-se três dias da derrota dos amalequitas, Davi estava em Ziclague, veio do arraial de Saul a Davi, um homem que se lançou no chão, e se inclinou diante de Davi. Ele disse que escapou do arraial de Israel e contou-lhe que o rei Saul o pediu para matá-lo. Ele o matou e levou a coroa e o bracelete de Saul a Davi, crendo ter feito um bem a Davi, disse ainda que Jônatas também morreu na peleja contra os filisteus. Davi chamou um dos seus moços para ferir aquele homem por ele não temer estender a mão para matar o ungido do Senhor ( cf  2 Samuel 1.14-15). Pois Davi lhe dissera: O teu sangue seja sobre a tua cabeça, porque a tua própria boca testificou contra ti, dizendo: Eu matei o ungido do Senhor (2 Samuel 1.16). Ele e seus homens rasgaram as suas vestes e prantearam a morte de Saul e Jônatas. Ele não permitiu que publicasse em Gate para que as filhas dos fil

A Dupla Missão de Esdras

Imagem
Foto modificada - Atribuição a Providence Litography Company, Public domain, via Wikimedia Commons A Dupla Missão de Esdras Assim como Deus usava os seus profetas para alertar o povo dEle a se consertarem, Ele também usou Esdras para uma dupla missão: exercer autoridade governamental e ensinar a lei de Deus ( cf Esdras 7.25).   Para relatar melhor a história de Esdras é necessário entrar no túnel do tempo: O Império Assírio, que estava em ascensão, tomou a capital Samaria e levou as dez tribos do Reino do Norte cativas. Essas tribos desapareceram. O artigo " As Tribos do Reino de lsrael Desapareceram? " mostra os motivos que levaram essas tribos ao cativeiro. Com a decadência da Assíria os territórios dominados pelo Império Assírio passaram ao domínio do Império Babilônico. A Babilônia passou a dominar os judeus, (Tribos do Reino do Sul, compostas pelas tribos de Judá e Benjamim), eles foram levados cativos para a Babilônia em três etapas, na primeira foram levados os joven

O Retorno a Sião

Imagem
O Retorno a Sião   Antes de relatarmos o retorno dos judeus a Sião, Jerusalém, vamos a uma pequena retrospectiva; o sistema de governo de Israel era Teocrático¹ , os profetas, sacerdotes e juízes transmitiam a vontade de Deus a seu povo. Todavia o povo queria um rei, até deu motivos aprazíveis que justificava o seu pedido, na verdade, queria ser igual às nações vizinhas, desprezando Samuel² e o próprio Deus ( C f 1 Samuel 8.6-7). O Senhor deu um rei, o mais forte e belo da parada, homem pra ninguém botar defeito, contudo impôs uma condição: o rei teria que governar obedecendo aos comandos de Deus . Saul, escolhido pela vontade permissiva de Deus³,   foi ungido por Samuel e, por 2 anos, foi um rei exemplar. A desobediência de Saul após esses dois anos fez com que Deus se arrependesse de o haver constituído rei de Israel.  “… E o Senhor se arrependeu de haver posto a Saul rei sobre Israel ” (1 Samuel 15.35). Deus manda Samuel ungir Davi, um jovem que cuidava das ovelhas do pai, enfre

Deus Ajusta Contas com o Rei Babilônico

Imagem
DEUS AJUSTA CONTAS COM O REI BABILÔNICO Deus ajusta contas com o rei da Babilônia. No artigo anterior: “ O Fim do Reino de Judá ” O Rei da Babilônia havia invadido Jerusalém. Ele saqueou o país levando todas as riquezas e as peças sagradas, além de destruir e atear fogo no templo. Em 2Reis 25, a Bíblia relata que o Rei da Babilônia e todo o seu exército veio  contra Jerusalém e a cidade  foi cercada. Já no quarto mês de cerco, quando a cidade se via apertada da fome e não havia pão para o povo da terra. Então foi feito brechas na cidade e todos os homens de guerra fugiram de noite. O rei Zedequias fugiu pelo caminho da campina, porém o exército dos caldeus o perseguiu e o alcançou nas campinas de Jericó. E os filhos de Zedequias foram degolados diante dos seus olhos. Também vazaram os olhos de Zedequias e o ataram com duas cadeias de bronze e o levaram a Babilônia. Jeremias havia alertado Zedequias e o aconselhara a entregar-se à Babilônia, mas Zedequias não considerou os cons