Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Dario

Deus Rejeita Saul Como Rei de Israel

Imagem
Atribuição: Ernst Josephson, Public domain, via Wikimedia Commons Deus Rejeita Saul Como Rei de Israel Israel saiu do sistema de governo teocrático para o monárquico. O primeiro rei foi Saul, ele teve um início brilhante, todavia a rebeldia invadiu o coração de Saul e Deus o rejeitou como rei. Neste blog há informações que relatam desde os tempos dos juízes até Samuel, o último juiz. Quem era Saul? Saul da tribo de Benjamim, filho de Quis, seu nome tem origem no nome hebraico Chaul, derivado do verbo cha’al, que quer dizer “pediu, solicitou, orou por”. Também era o nome original em hebraico do apóstolo Paulo.  Os filhos de Saul eram: Jonatas, Isvi e Malquisua. As filhas: Merebe e Mical, mais nova. Sua mulher chamava-se Ainoã, filha de Aimaãs. O comandante do exército de Saul era Abner, filho de Ner, seu tio. Como Saul se Tornou Rei de Israel Para conhecer a história de Saul precisamos saber como ele se tornou rei de Israel.  Samuel foi sacerdote e juiz, ele liderou Israel sob a orienta

A Dupla Missão de Esdras

Imagem
Foto modificada - Atribuição a Providence Litography Company, Public domain, via Wikimedia Commons A Dupla Missão de Esdras Assim como Deus usava os seus profetas para alertar o povo dEle a se consertarem, Ele também usou Esdras para uma dupla missão: exercer autoridade governamental e ensinar a lei de Deus ( cf Esdras 7.25).   Para relatar melhor a história de Esdras é necessário entrar no túnel do tempo: O Império Assírio, que estava em ascensão, tomou a capital Samaria e levou as dez tribos do Reino do Norte cativas. Essas tribos desapareceram. O artigo " As Tribos do Reino de lsrael Desapareceram? " mostra os motivos que levaram essas tribos ao cativeiro. Com a decadência da Assíria os territórios dominados pelo Império Assírio passaram ao domínio do Império Babilônico. A Babilônia passou a dominar os judeus, (Tribos do Reino do Sul, compostas pelas tribos de Judá e Benjamim), eles foram levados cativos para a Babilônia em três etapas, na primeira foram levados os joven

O Retorno a Sião

Imagem
O Retorno a Sião   Antes de relatarmos o retorno dos judeus a Sião, Jerusalém, vamos a uma pequena retrospectiva; o sistema de governo de Israel era Teocrático¹ , os profetas, sacerdotes e juízes transmitiam a vontade de Deus a seu povo. Todavia o povo queria um rei, até deu motivos aprazíveis que justificava o seu pedido, na verdade, queria ser igual às nações vizinhas, desprezando Samuel² e o próprio Deus ( C f 1 Samuel 8.6-7). O Senhor deu um rei, o mais forte e belo da parada, homem pra ninguém botar defeito, contudo impôs uma condição: o rei teria que governar obedecendo aos comandos de Deus . Saul, escolhido pela vontade permissiva de Deus³,   foi ungido por Samuel e, por 2 anos, foi um rei exemplar. A desobediência de Saul após esses dois anos fez com que Deus se arrependesse de o haver constituído rei de Israel.  “… E o Senhor se arrependeu de haver posto a Saul rei sobre Israel ” (1 Samuel 15.35). Deus manda Samuel ungir Davi, um jovem que cuidava das ovelhas do pai, enfre

Deus Ajusta Contas com o Rei da Babilônia

Imagem
DEUS AJUSTA CONTAS COM O REI DA  BABILÔNIA Deus ajusta contas com o rei da Babilônia. No artigo anterior: “ O Fim do Reino de Judá ” O Rei da Babilônia havia invadido Jerusalém. Ele saqueou o país levando todas as riquezas e as peças sagradas, além de destruir e atear fogo no templo. Em 2Reis 25, a Bíblia relata que o Rei da Babilônia e todo o seu exército veio  contra Jerusalém e a cidade  foi cercada. Já no quarto mês de cerco, quando a cidade se via apertada da fome e não havia pão para o povo da terra. Então foi feito brechas na cidade e todos os homens de guerra fugiram de noite. O rei Zedequias fugiu pelo caminho da campina, porém o exército dos caldeus o perseguiu e o alcançou nas campinas de Jericó. E os filhos de Zedequias foram degolados diante dos seus olhos. Também vazaram os olhos de Zedequias e o ataram com duas cadeias de bronze e o levaram a Babilônia. Jeremias havia alertado Zedequias e o aconselhara a entregar-se à Babilônia, mas Zedequias não considerou os