Terá, Pai de Abraão

Imagem
  Foto modificada. Fonte da foto original: imb Terá, Pai de Abraão Terá, pai de Abraão. A Bíblia nos dá poucas informações sobre Terá. Ele chegou em Ur atraído pela prosperidade do lugar, mas além da riqueza, Terá adquiriu os costumes pagãos da região. Era descendente da linhagem de Sem, um dos filhos de Noé. Seus filhos Abraão, Naor e Harã nasceram em Ur.  "E viveu Terá setenta anos, e gerou a Abrão, a Naor, e a Harã.” (Gn 11.26). O filho, Abraão, se casou com a sua meia irmã Sara, o que significa que Terá teve uma filha com outra mulher, essa informação pode ser conferida em Gênesis 20.12. Naor se casou com a sobrinha Milca, filha de Harã, este morreu em Ur. Terá e seus parentes saíram de Ur para ir a Canaã e ao chegarem em Harã habitaram ali. "E tomou Terá a Abrão seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã, e habitaram ali."  (Gêne

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

Pessoas com as mãos levantadas

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

Samaritanos e judeus, adoradores em conflitos. Há na Bíblia muitas referencias sobre Samaria e os seus habitantes tanto no A.T. como no N.T. É importante ressaltar que a Bíblia é, sobretudo, um conjunto de livros de cunho espiritual. Além disso, é histórico e considerado também um manual repleto de instruções para quem deseja ter uma vida cheia da graça e do conhecimento de Deus. Portanto conhecer um pouco da história bíblica vai nos levar a um melhor entendimento da Palavra.



Em uma das passagens do N.T. certo doutor da lei, ou seja, um religioso e interprete da lei, questiona Jesus que por sua vez o responde com uma pergunta: “Que está escrito na lei? Como lês?” Após ele ter respondido a pergunta de Jesus com êxito, justifica-se na tentativa de provocar a Jesus com outra questão: “Quem é o meu próximo?” Jesus responde contando a parábola do bom samaritano. O samaritano não era apenas um estrangeiro, porque os judeus consideravam os samaritanos como impuros. Jesus usou de maestria para ensinar como amar ao próximo: Lucas 10.25-37.


A passagem do N. T. relatada no livro de João 4.4-30 chamou a minha atenção, porque fica clara a questão do conflito que havia entre judeus e samaritanos. Jesus passava por Samaria com os seus discípulos e se assentou junto da fonte de Jacó enquanto os seus discípulos foram à cidade comprar comida. Uma mulher vem até o poço e Jesus pede água à mulher samaritana. Ela fica admirada com Jesus e o questiona por Ele ser judeu e falar com uma samaritana. (ver o artigo: A ÁguaViva)



Quem são os samaritanos?

Pessoas na cidade de Samaria

Os samaritanos são originários da Samaria que no hebraico significa “vigia”. A Samaria é nome histórica e bíblica edificada pelo antigo reino de Israel em uma região montanhosa do Oriente Médio. A Bíblia relata no livro de I Reis 16.23,24 que o rei Onri reinou durante doze anos sobre Israel, e em Tirza reinou seis anos. Ele comprou de Semer o monte de Samaria por dois talentos de prata. A fé dos samaritanos e práticas religiosas é baseada no Pentateuco, assim como no judaísmo, porém os samaritanos rejeitam a importância histórica de Jerusalém e não aceitam o Talmud dos judeus.



Judeus e Samaritanos

No tempo de Jesus o ódio entre os samaritanos e os judeus estava aflorado, podemos ver neste texto de Lucas a hostilidade dos samaritanos pelos judeus e, através dos discípulos, a repulsa que tinham por Samaria: E mandou mensageiros adiante de si; e, indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe prepararem pousada, mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém. E os seus discípulos, Tiago e João, vendo isto, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez?” Lucas 9.52-54.



Deus divide o Reino de Israel

Como explicar esse conflito entre eles? Para entender é necessário conhecer a história do reinado de Israel. O primeiro rei de Israel foi Saul e Deus o rejeitou por conta da sua desobediência. Então Deus ordenou a Samuel ungir Davi para ser rei. Após o reinado de Davi, Salomão, o filho de Davi, reina por quarenta anos sobre todo o Israel.


Jeroboão servia a Salomão como chefe dos servos da tribo de josé (I Reis 11.28), ele se rebelou contra Salomão. O profeta Aías revelou-lhe que Deus o havia escolhido para reinar sobre dez das doze tribos de Israel, como punição por Salomão ter adorado a outros deuses (I Reis 11.29-38).


Quando Salomão soube disso procurou matar Jeroboão, então ele fugiu para o Egito. Salomão morre e Roboão sucede o trono do pai com duras penas e declara que ia governar com mais rigor ainda que seu pai. Dez tribos não aceitaram Roboão como rei. (I Reis 12:11-14).


Jeroboão volta do Egito e as dez tribos o reconhecem como rei, num reino que manteria o nome de Reino de Israel. (I Reis 12:20). Israel foi dividida assim: O reino do sul governado por Roboão, filho de Salomão, constituída pelas tribos de Judá e Benjamim e o reino do Norte por Jeroboão formado por dez tribos.



A queda e o Cativeiro

Homem entrega criança a moloc para sacrificio

A Bíblia relata em 2 Reis 17 que Jeroboão apartou a Israel de seguir ao Senhor e fez cometer grande pecado. Seguiram os ídolos e se tornaram vãos, e seguiram as nações que estavam em derredor deles. E queimaram a seus filhos como sacrifício; logo Israel foi transportado da sua terra para a Assíria e o rei da Assíria trouxe gente de Babilônia (Babel), de Cuta, de Ava, de Hamate e de Sefarvaim e habitaram nas cidades de Samaria.


A princípio os novos habitantes da Samaria não temeram ao Senhor, então Ele mandou lesões para o meio deles, os quais mataram a alguns dos povos. O rei da Assíria mandou sacerdotes dos que estavam cativos para ensinar aos novos habitantes como se deve servir o deus da terra. Um dos sacerdotes habitou em Betel e ensinou-lhes como deviam temer o Senhor.


Passaram a temer ao Senhor, porém cada nação fez os seus próprios deuses nas cidades em que habitava. Conclusão a religião era sincretista (1), ela combinava elementos de adoração ao Senhor com adoração a muitas outras divindades.



Baseado na Bíblia Sagrada



Por  Julio Ferreira Lima



Referências bíblica: 

Textos bíblicos on-line: João Ferreira de Almeida Corrigida Fiel



BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo de Genebra. 2ª edição. Tradução de J. F. de Almeida. Edição revista e atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 1999. 1728 p




Vocabulário:

Sincretismo - 1. Sistema filosófico ou religioso que combinava os princípios de diversas doutrinas.




ASSISTA AO VÍDEO

História da Bíblia - Adoradores em Conflitos

REFERENTE A ESSE  ARTIGO


Comentários

  1. Amei o estudo bíblico. Desconhecia estes fatos históricos e geográficos em relação aos samaritanos e aos judeus. Muito esclarecedor. Parabéns irmão Júlio. Que Deus continue lhe dando graça e sabedoria. Parabéns.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe o seu comentário para incentivar o nosso trabalho, será de grande valia para o crescimento do blog. Obrigado. Volte sempre.


Postagens mais visitadas deste blog

José, de Escravo a Governador do Egito

Liberdade com Deus

O Fim do Reino de Judá