Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados

Imagem
  Lisens:  CC BY SA 4.0 Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados (Complemento do artigo anterior) Os filhos de Israel sempre foram ingratos, esquecendo-se das obras de Deus, e de todas às vezes que clamavam por socorro e eram atendidos, agora além de desprezarem Samuel, rejeitaram a soberania de Deus. Já vimos que a mãe de Samuel, Ana, sob os cuidados de Eli, sumo sacerdote e juiz de Israel, entregou seu filho a Deus, e o menino cresceu aprendendo a Palavra de Deus. Samuel começou seu ministério como profeta muito jovem e foi o primeiro profeta de Israel (mencionado na Bíblia - Atos 3.24) e o último juiz. Se ainda não leu o início da história de Samuel, então leia neste artigo 👉 A Fidelidade e a Santidade de Samuel . O Início da Monarquia Samuel exortou o povo a abandonar seus ídolos, aproximar-se mais de Deus e preparar seus corações para o Senhor, que Ele libertará Israel das mãos dos filisteus. Samuel também convocou todo o Israel para congregar em Mizpá, ali houve arrependimento, je

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

Pessoas com as mãos levantadas

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

Samaritanos e judeus, adoradores em conflitos. Há na Bíblia muitas referencias sobre Samaria e os seus habitantes tanto no A.T. como no N.T. É importante ressaltar que a Bíblia é, sobretudo, um conjunto de livros de cunho espiritual. Além disso, é histórico e considerado também um manual repleto de instruções para quem deseja ter uma vida cheia da graça e do conhecimento de Deus. Portanto conhecer um pouco da história bíblica vai nos levar a um melhor entendimento da Palavra.



Em uma das passagens do N.T. certo doutor da lei, ou seja, um religioso e interprete da lei, questiona Jesus que por sua vez o responde com uma pergunta: “Que está escrito na lei? Como lês?” Após ele ter respondido a pergunta de Jesus com êxito, justifica-se na tentativa de provocar a Jesus com outra questão: “Quem é o meu próximo?” Jesus responde contando a parábola do bom samaritano. O samaritano não era apenas um estrangeiro, porque os judeus consideravam os samaritanos como impuros. Jesus usou de maestria para ensinar como amar ao próximo: Lucas 10.25-37.


A passagem do N. T. relatada no livro de João 4.4-30 chamou a minha atenção, porque fica clara a questão do conflito que havia entre judeus e samaritanos. Jesus passava por Samaria com os seus discípulos e se assentou junto da fonte de Jacó enquanto os seus discípulos foram à cidade comprar comida. Uma mulher vem até o poço e Jesus pede água à mulher samaritana. Ela fica admirada com Jesus e o questiona por Ele ser judeu e falar com uma samaritana. (ver o artigo: A ÁguaViva)



Quem são os samaritanos?

Pessoas na cidade de Samaria

Os samaritanos são originários da Samaria que no hebraico significa “vigia”. A Samaria é nome histórica e bíblica edificada pelo antigo reino de Israel em uma região montanhosa do Oriente Médio. A Bíblia relata no livro de I Reis 16.23,24 que o rei Onri reinou durante doze anos sobre Israel, e em Tirza reinou seis anos. Ele comprou de Semer o monte de Samaria por dois talentos de prata. A fé dos samaritanos e práticas religiosas é baseada no Pentateuco, assim como no judaísmo, porém os samaritanos rejeitam a importância histórica de Jerusalém e não aceitam o Talmud dos judeus.



Judeus e Samaritanos

No tempo de Jesus o ódio entre os samaritanos e os judeus estava aflorado, podemos ver neste texto de Lucas a hostilidade dos samaritanos pelos judeus e, através dos discípulos, a repulsa que tinham por Samaria: E mandou mensageiros adiante de si; e, indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe prepararem pousada, mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém. E os seus discípulos, Tiago e João, vendo isto, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez?” Lucas 9.52-54.



Deus divide o Reino de Israel

Como explicar esse conflito entre eles? Para entender é necessário conhecer a história do reinado de Israel. O primeiro rei de Israel foi Saul e Deus o rejeitou por conta da sua desobediência. Então Deus ordenou a Samuel ungir Davi para ser rei. Após o reinado de Davi, Salomão, o filho de Davi, reina por quarenta anos sobre todo o Israel.


Jeroboão servia a Salomão como chefe dos servos da tribo de josé (I Reis 11.28), ele se rebelou contra Salomão. O profeta Aías revelou-lhe que Deus o havia escolhido para reinar sobre dez das doze tribos de Israel, como punição por Salomão ter adorado a outros deuses (I Reis 11.29-38).


Quando Salomão soube disso procurou matar Jeroboão, então ele fugiu para o Egito. Salomão morre e Roboão sucede o trono do pai com duras penas e declara que ia governar com mais rigor ainda que seu pai. Dez tribos não aceitaram Roboão como rei. (I Reis 12:11-14).


Jeroboão volta do Egito e as dez tribos o reconhecem como rei, num reino que manteria o nome de Reino de Israel. (I Reis 12:20). Israel foi dividida assim: O reino do sul governado por Roboão, filho de Salomão, constituída pelas tribos de Judá e Benjamim e o reino do Norte por Jeroboão formado por dez tribos.



A queda e o Cativeiro

Homem entrega criança a moloc para sacrificio

A Bíblia relata em 2 Reis 17 que Jeroboão apartou a Israel de seguir ao Senhor e fez cometer grande pecado. Seguiram os ídolos e se tornaram vãos, e seguiram as nações que estavam em derredor deles. E queimaram a seus filhos como sacrifício; logo Israel foi transportado da sua terra para a Assíria e o rei da Assíria trouxe gente de Babilônia (Babel), de Cuta, de Ava, de Hamate e de Sefarvaim e habitaram nas cidades de Samaria.


A princípio os novos habitantes da Samaria não temeram ao Senhor, então Ele mandou lesões para o meio deles, os quais mataram a alguns dos povos. O rei da Assíria mandou sacerdotes dos que estavam cativos para ensinar aos novos habitantes como se deve servir o deus da terra. Um dos sacerdotes habitou em Betel e ensinou-lhes como deviam temer o Senhor.


Passaram a temer ao Senhor, porém cada nação fez os seus próprios deuses nas cidades em que habitava. Conclusão a religião era sincretista (1), ela combinava elementos de adoração ao Senhor com adoração a muitas outras divindades.



Baseado na Bíblia Sagrada



Por  Julio Ferreira Lima



Referências bíblica: 

Textos bíblicos on-line: João Ferreira de Almeida Corrigida Fiel



BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo de Genebra. 2ª edição. Tradução de J. F. de Almeida. Edição revista e atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 1999. 1728 p




Vocabulário:

Sincretismo - 1. Sistema filosófico ou religioso que combinava os princípios de diversas doutrinas.




ASSISTA AO VÍDEO

História da Bíblia - Adoradores em Conflitos

REFERENTE A ESSE  ARTIGO


Comentários

  1. Amei o estudo bíblico. Desconhecia estes fatos históricos e geográficos em relação aos samaritanos e aos judeus. Muito esclarecedor. Parabéns irmão Júlio. Que Deus continue lhe dando graça e sabedoria. Parabéns.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe o seu comentário para incentivar o nosso trabalho, será de grande valia para o crescimento do blog. Obrigado. Volte sempre.


Postagens mais visitadas deste blog

Jesus Dava Exemplos de Gratidão?

Jacó Foi Trapaceiro?

José, de Escravo a Governador do Egito

A Consolação de Israel