Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados

Imagem
  Lisens:  CC BY SA 4.0 Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados (Complemento do artigo anterior) Os filhos de Israel sempre foram ingratos, esquecendo-se das obras de Deus, e de todas às vezes que clamavam por socorro e eram atendidos, agora além de desprezarem Samuel, rejeitaram a soberania de Deus. Já vimos que a mãe de Samuel, Ana, sob os cuidados de Eli, sumo sacerdote e juiz de Israel, entregou seu filho a Deus, e o menino cresceu aprendendo a Palavra de Deus. Samuel começou seu ministério como profeta muito jovem e foi o primeiro profeta de Israel (mencionado na Bíblia - Atos 3.24) e o último juiz. Se ainda não leu o início da história de Samuel, então leia neste artigo 👉 A Fidelidade e a Santidade de Samuel . O Início da Monarquia Samuel exortou o povo a abandonar seus ídolos, aproximar-se mais de Deus e preparar seus corações para o Senhor, que Ele libertará Israel das mãos dos filisteus. Samuel também convocou todo o Israel para congregar em Mizpá, ali houve arrependimento, je

Elias, Um Verdadeiro Homem de Deus

Elias-Epico
Atribuição: Whitney, Orson F. (Orson Ferguson), 1855-1931, Sem restrições, via Wikimedia Commons

Elias, Um Verdadeiro Homem de Deus

Não restam dúvidas que Elias era um homem de Deus, ele enfrentou os 450 profetas de Baal e os 400 profetas de Aserá¹. Ainda que o medo e a angústia o fizessem fugir das ameaças, Deus não permitiu que mal algum atingisse esse profeta.


No artigo anterior vimos que Acabe fez o que era mau aos olhos de Deus, superando os seus antecessores, como se não bastasse, casou-se com Jezabel, uma adoradora de Baal. Ela se dizia ser profetisa e rejeitou se converter da sua prostituição. Elias, um profeta que Deus usou para combater a idolatria de Israel, enfrentou Acabe e teve que fugir da fúria do rei.


Ele precisou ficar um tempo na caverna, sustentado pelos corvos que o alimentavam, até que a água do ribeiro secasse. A viúva de Sarepta teve a sua fé fortalecida quando já não tinha esperanças de viver com seu filho.


Ela só tinha um punhado de farinha e um pouco de azeite na botija, mas Deus mandou o profeta dizer-lhe: a farinha da panela não acabará e o azeite da botija não faltará até que haja chuva sobre à terra. A Palavra de Deus mais uma vez se cumpriu. Depois o filho da viúva morreu e voltou a viver em resposta à oração de Elias. Leia esse artigo aqui 👉 Elias e a Idolatria de Acabe e Jezabel



A Trajetória de Elias


Jezabel, não se satisfazendo em desviar os filhos de Israel para os caminhos do mal, perseguia os profetas de Deus e os matava. No período da seca, ela mandou matar os profetas do Senhor, mas Obadias, o mordomo de Acabe, temia ao Senhor e conseguiu esconder cem profetas, de cinquenta em cinquenta numa cova e os sustentou com pão e água.
 

Obadias seguindo o pedido de Elias indicou a Acabe onde o homem de Deus estava. Acabe vai ao encontro de Elias e o acusa pela miséria de Israel, mas Elias disse que o único culpado é o próprio Acabe e a casa do seu pai que abandonou o Senhor para seguirem os baalis², pois pecaram contra o Senhor.


Elias convocou todo lsrael a comparecer no Monte Carmelo, assim como os 450 profetas de Baal e os 400 profetas de Aserá. Eles foram até o monte e dois sacrifícios foram apresentados. Ninguém deveria queimar os sacrifícios, pois o fogo viria naturalmente como resposta do verdadeiro Deus.


Os profetas de Baal tomaram o sacrifício e invocaram o nome de Baal desde a manhã até o meio-dia, eles gritaram, pularam e se mutilaram. Elias zombava deles e mandava gritarem porque Baal é um deus, podia ser que estivesse ocupado ou dormindo, mas não foram respondidos pelo seu deus.


Então o homem de Deus consertou o altar do Senhor, que estava quebrado. Colocou doze pedras, cada uma representando um dos filhos de Israel, edificou o altar em nome do Senhor e mandou jogar muita água, o profeta clamou a Deus e desceu fogo do céu. Todos os profetas foram mortos e a chuva caiu sobre Israel, terminando assim a seca em Israel.


Acabe relatou a Jezabel como Elias matou todos os profetas à espada. Ela o ameaçou e o profeta fugiu, passando por Berseba caminhou um dia até o deserto e sentou-se debaixo de um Zimbro e pediu a morte, deitou e dormiu. Um anjo o tocou, mandou ele comer e beber do pão cozido e da botija de água que estava na sua cabeceira.


O homem de Deus comeu e bebeu e tornou a dormir, então o anjo o tocou novamente e disse: come e bebe por a caminhada ser longa. Ele caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus. Sustentado com a refeição que havia comido.


Chegando na caverna passou a noite ali, o Senhor ordenou que ele saísse da caverna e se pusesse perante Ele. Deus deu instruções ao profeta Elias para Ungir a Hazael como rei da Síria, ungir a Jeú, filho de Ninsi como rei de Israel e ungir Eliseu, 
filho de Safate de Abel-Meolá, como seu sucessor.


Em 1 Reis 21 Jezabel planejou executar Nabote e o profeta Elias profetizou juízo sobre a vida de Acabe e Jezabel, o rei Acabe se arrependeu e Deus prolongou por uma geração a destruição da sua dinastia, mas eles tiveram mortes horríveis conforme a profecia de Elias.


Acazias sucedeu o pai Acabe, o sucessor de Acabe havia sofrido um acidente que o deixou aleijado. Ele enviou um homem ao deus pagão para saber se ia recuperar-se do seu defeito, todavia Elias parou o informante no caminho e mandou voltar dizendo que ele ignorou o Deus de Israel e certamente morrerá.


Ele ficou furioso e mandou prender o profeta Elias, o capitão e os cinquenta soldados enviados foram consumidos pelo fogo que desceu do céu. O rei enviou outro capitão com cinquenta soldados, novamente foram consumidos pelo fogo, mas ele não desistiu e enviou outro capitão, este subiu ao encontro de Elias e suplicou por sua vida e de seus soldados, então Elias foi ao encontro de Acazias e a mensagem dele se cumpriu.


Elias é Levado por um Carro de Fogo


O ministério de Elias estava próximo de terminar. Elias por várias vezes tentou se distanciar de Eliseu, mas foi em vão, pois o seu discípulo o acompanhava sempre, após um milagre no rio Jordão que as águas se dividiram, Eliseu pediu porção dobrada do mestre. Elias disse ser Deus que decide isso. Eliseu viu Elias ascender ao céu em um rodamoinho levado por um carro de fogo e o seu pedido foi concedido.


Referências sobre esse Homem de Deus


Há na Bíblia algumas referências desse profeta, encontramos em 2 Crônicas 21.12-15, onde Elias repreende o rei de Judá, Jorão, que sucedeu seu pai Josafá, por seguir a idolatria do Reino do Norte.


Outra referência a Elias se encontra em Malaquias 4.5 Eis que eu vos enviarei o profeta Elias. (O Novo Testamento aponta Elias como sendo João Batista). (cf Mt 11.14; 17.10; Mc 9.11-13; Lc 1.17). Na Bíblia, Elias e Enoque são os únicos que não morreram, porque foram arrebatados.



Conclusão


Sentimos medo, porque somos humanos e temos os nossos limites, contudo ao confiarmos em Deus, podemos ter a certeza de que Ele nos protege de qualquer perigo que possa vir. Elias era ousado porque confiava em Deus e tinha a certeza de que Deus o atenderia.


Quando oramos precisamos ter essa certeza de que o Senhor vai nos socorrer no momento de perigo, porque Ele honra a todos que o adoram em espírito e em verdade.

“E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve.” (1 João 5.14).


Baseado na Bíblia Sagrada


Por Julio Ferreira Lima




Informações

1 - Aserá, deusa cananeia, uma consorte de Baal
2 - baalis, manifestações locais do deus Baal


Referências dos textos Bíblicos:

Almeida Corrigida Fiel - ACF (Bíblia Online)


Referência Bibliográfica

BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo de Genebra. 2ª edição. Tradução de J. F. de Almeida. Edição revista e atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 1999. 1728 p   

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Jesus Dava Exemplos de Gratidão?

Jacó Foi Trapaceiro?

José, de Escravo a Governador do Egito

A Consolação de Israel