Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados

Imagem
  Lisens:  CC BY SA 4.0 Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados (Complemento do artigo anterior) Os filhos de Israel sempre foram ingratos, esquecendo-se das obras de Deus, e de todas às vezes que clamavam por socorro e eram atendidos, agora além de desprezarem Samuel, rejeitaram a soberania de Deus. Já vimos que a mãe de Samuel, Ana, sob os cuidados de Eli, sumo sacerdote e juiz de Israel, entregou seu filho a Deus, e o menino cresceu aprendendo a Palavra de Deus. Samuel começou seu ministério como profeta muito jovem e foi o primeiro profeta de Israel (mencionado na Bíblia - Atos 3.24) e o último juiz. Se ainda não leu o início da história de Samuel, então leia neste artigo 👉 A Fidelidade e a Santidade de Samuel . O Início da Monarquia Samuel exortou o povo a abandonar seus ídolos, aproximar-se mais de Deus e preparar seus corações para o Senhor, que Ele libertará Israel das mãos dos filisteus. Samuel também convocou todo o Israel para congregar em Mizpá, ali houve arrependimento, je

Neemias, A Alegria Que Fortalece

Construção-muro-Jerusalém
Distant Shores Media/Sweet Publishing, CC BY-SA 3.0 <https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0>
 via Wikimedia Commons


Neemias, A Alegria Que Fortalece


A alegria de Neemias estava posta no Senhor, pois ele acreditava que o Senhor era a força dos filhos de Israel. Neemias foi um homem de Deus que tinha muita fé, coragem, confiança e determinação.



Também foi um governador de pulso forte que trabalhou junto com o povo dando ânimo e coragem para eles prosseguirem com a obra. Já foi visto no artigo anterior que o primeiro grupo que retornou a Jerusalém tinha a missão de construir o Templo.


O segundo grupo teve como líder Esdras, escriba e sacerdote que foi enviado com uma dupla missão: exercer autoridade governamental e ensinar a lei de Deus (cf Esdras 7.25). Neste artigo vamos conhecer a história de Neemias que liderou o terceiro grupo a Jerusalém para a restauração dos muros e dos portões, e  incentivar o povo a seguir um único Deus.

Esta história é a continuação do artigo: "A Dupla Missão de Esdras"




A História de Neemias


Neemias ajudou o povo a retornar a adoração a Jeová em Jerusalém, também sob a direção dele, restaurou os muros e os portões que estavam queimados, todavia não foi fácil. Era o vigésimo ano do rei da Pérsia, no mês de quiseu, novembro-dezembro de 446 a.C.



Neemias estava na Fortaleza de Suzano e era o copeiro do rei. O rei confiava tanto em Neemias, que poderia deixar a vida dele nas mãos de Neemias tranquilamente. O seu nome significa "o Senhor tem confortado".



O copeiro do rei se sentia alegre só de pensar no povo de Deus que estava em Jerusalém. Mas um dia um dos irmãos, Hanani, com alguns de Judá foi visitá-lo e naquele dia ele recebeu uma notícia que o deixou muito triste:


"As muralhas de Jerusalém e os portões ainda estavam destruídos. A maioria do povo e dos sacerdotes não obedeciam a lei de Deus e Jeová não estava nada feliz."



Quando ouviu essas palavras chorou e lamentou, por alguns dias esteve jejuando e orando perante o Deus dos céus. Ele confessa a Deus os pecados de Israel e ora pelo livramento do seu povo.



No mês de nisã do ano vigésimo do rei Artaxerxes, cuja data era março-abril de 445 a.C., quatro meses depois de ter recebido o relatório de Jerusalém, Neemias serviu o rei com o semblante triste.



O rei nota a tristeza no rosto de Neemias e pergunta-lhe o motivo da sua tristeza, pois Neemias nunca esteve triste perante o rei.



Neemias temeu, pois ficar triste na presença do rei era uma afronta ao rei. Talvez o medo seria de o rei negar o seu pedido de ir a Jerusalém. Bem! Na verdade, Neemias tinha vários motivos para temer. O rei soube do motivo da tristeza que estava assolando Neemias, então o rei perguntou a Neemias: “O que me pedes agora?” 



Neemias orou a Deus e pediu para ir onde os seus antepassados estão sepultados para que ele reconstrua os muros de Jerusalém. A sua petição foi concedida e ele fez uma longa viagem até Jerusalém.




O rei havia enviado com Neemias oficiais do exército e cavaleiros, quando Sambalate, o horonita, e Tobias, o servo amonita souberam não se agradaram, pois não queriam o bem dos filhos de Israel. A oposição era de caráter político, todavia tinha em sua raiz um movimento religioso (cf 2.20, Esdras 4.13). O artigo "
Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos" relata sobre os novos moradores de Samaria.





Deus ajudou Neemias, ainda que por várias vezes tentaram armar emboscadas para matá-lo, ele não veio a desistir dos seus objetivos. Os principais inimigos eram: Sambalate, Tobias e Gesém, o árabe. O povo teve medo de morrer, por conta das ameaças, mas Neemias encorajou o povo a lutar, pois Deus estava do lado deles.

COMPRE AQUI 👇
Outros-bíblia

Pensa bem! Neemias poderia ter ficado no conforto, ele tinha uma posição de destaque no palácio, mas ele preferiu ajudar o seu povo que estava em apuros, Jerusalém estava cercada de inimigos: no Norte os Samaritanos, no Leste os Amonitas, no Sul os Árabes e no Oeste os Asdoditas, contudo ele não se intimidou, Neemias se alegrava no Senhor, ele colocou toda a sua confiança no Senhor e trabalhou duro.




A Bíblia diz que Neemias armou os filhos de Israel com espadas e os orientou para juntarem-se ao ouvirem o som da trombeta, porque Deus lutará por eles. Assim prosseguiram o trabalho com metade dos homens empunhando espadas desde o raiar da alvorada até o cair da tarde. (cf Neemias 4.20-21).



Os inimigos tentaram parar Neemias, usaram várias estratégias, mas ele venceu. Ele mesmo disse que a alegria do Senhor nos fortalece:  


“Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais; porque a alegria do Senhor é a vossa força.” (Neemias 8.10).




Após a construção dos muros, Neemias teve muito trabalho para restaurar a situação religiosa do povo que havia retornado a idolatria. Foi feita uma nova aliança com Deus e se comprometeram a não dar suas filhas aos estrangeiros e nem tomariam as filhas deles para os seus filhos. A Palavra de Deus foi ministrada por Esdras, sacerdote e escriba que ensinava com muita clareza as Leis de Deus ao povo.


Mapa-mental


Conclusão

A fé e a confiança dele no Senhor foram os principais fatores que encorajaram Neemias a não desistir. Ele não mediu esforços para ajudar os filhos de Israel. Deus honrou a fé de Neemias dando sabedoria e discernimento para contornar os obstáculos que surgiram pela frente. O povo terminou a muralha em apenas 52 dias (cf Neemias 6.15).



Quando nos dispomos a trabalhar na obra do Senhor, Ele nos dá sabedoria e nos capacita, e nos dá discernimento para que possamos concluir o trabalho em harmonia, mesmo que haja impedimentos, precisamos ter fé, coragem, confiança e determinação. 




Baseado na Bíblia Sagrada



Por Julio Ferreira Lima



👉 Leia também: "As Tribos do Reino de lsrael Desapareceram?", "O Fim do Reino de Judá" e "O Retorno a Sião"






Referências dos textos Bíblicos:

Almeida Corrigida Fiel - ACF (Bíblia Online)



Referência Bibliográfica

BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo de Genebra. 2ª edição. Tradução de J. F. de Almeida. Edição revista e atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 1999. 1728 p

Comentários

  1. Meu prefiro... "O Senhor é meu Pastor... Nada me faltará " 👏🙏👏❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto deste Salmo 23 também. O versículo 2 é tremendo: "Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas."

      A nossa fé está firmada no Senhor, sem Ele nada somos. Obrigado pelo apoio.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe o seu comentário para incentivar o nosso trabalho, será de grande valia para o crescimento do blog. Obrigado. Volte sempre.


Postagens mais visitadas deste blog

Jesus Dava Exemplos de Gratidão?

Jacó Foi Trapaceiro?

José, de Escravo a Governador do Egito

A Consolação de Israel