Terá, Pai de Abraão

Imagem
  Foto modificada. Fonte da foto original: imb Terá, Pai de Abraão Terá, pai de Abraão. A Bíblia nos dá poucas informações sobre Terá. Ele chegou em Ur atraído pela prosperidade do lugar, mas além da riqueza, Terá adquiriu os costumes pagãos da região. Era descendente da linhagem de Sem, um dos filhos de Noé. Seus filhos Abraão, Naor e Harã nasceram em Ur.  "E viveu Terá setenta anos, e gerou a Abrão, a Naor, e a Harã.” (Gn 11.26). O filho, Abraão, se casou com a sua meia irmã Sara, o que significa que Terá teve uma filha com outra mulher, essa informação pode ser conferida em Gênesis 20.12. Naor se casou com a sobrinha Milca, filha de Harã, este morreu em Ur. Terá e seus parentes saíram de Ur para ir a Canaã e ao chegarem em Harã habitaram ali. "E tomou Terá a Abrão seu filho, e a Ló, filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã, e habitaram ali."  (Gêne

José, de Escravo a Governador do Egito

Piramides  - José do Egito
José Foi um Jovem Inteligente e Temente a Deus

José de Escravo a Governador do Egito

José, de escravo a Governador do Egito. Um jovem que teve uma juventude sofrida; vítima do ódio e da inveja dos seus irmãos por ser o filho querido do pai e trazer notícias más dos irmãos a seu pai.


O significado do seu nome em hebraico é "Yahweh acrescenta", foi o décimo primeiro filho de Jacó, sendo o primeiro filho da sua esposa amada, Raquel.


Para entendermos melhor essa historia, precisamos conhecer o histórico de Jacó. Um homem cheio de fé que lutou com um homem que, segundo a Bíblia, é o próprio Deus, para ser abençoado:

   “Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste. E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali.” Gn 32.28,29.


Jacó,¹ “aquele que vem do calcanhar”, por que nasceu agarrado ao calcanhar do seu irmão Esaú, ainda ²"na barriga da mãe lutava com o seu irmão". Esaú foi perito na caça, homem do campo e o preferido de Isaque. Jacó era homem simples, habitando em tendas e o filho querido de Rebeca.


Ele desejava a primogenitura de Esaú. Jacó estava preparando um guisado e Esaú chega do campo faminto e cansado, então ele pede a Jacó o guisado, mas Jacó aproveita a situação e pede a Esaú em troca a sua primogenitura.


Esaú concorda e vende a sua primogenitura por um prato de lentilha, o que importava para Esaú era saciar a fome naquele momento. Certamente, o direito de primogenitura era uma possessão preciosa.


Isaque envelhecera e já não enxergava, portanto chamou Esaú para trazer-lhe uma caça e fazer um guisado saboroso, em seguida lhe daria a benção. Isaque esqueceu-se da promessa de Deus, que Esaú serviria a Jacó, o mais novo. Gn 25.23. Rebeca persuade Jacó a enganar Isaque para receber a bênção do pai, passando-se por Esaú. Jacó engana o pai e recebe a bênção, mas teve que fugir da fúria de Esaú para a casa do seu tio Labão.


Jacó amava Raquel, a filha de Labão, e fez um trato com ele para trabalhar sete anos e como pagamento pediu Raquel como esposa. Mas quando Jacó cumpriu os sete anos trabalhando para tê-la, o pai o enganou dando-lhe como esposa Lia, sua filha mais velha, e a fez passar-se por Raquel.


Depois que Jacó casou-se com Lia, pensando ser Raquel, foi falar com o sogro, e Labão simplesmente disse que era costume do lugar o pai casar primeiro a filha mais velha, logo ele fez um trato com Jacó de esperar passar a semana de festas do casamento e se Jacó se comprometer em trabalhar mais sete anos, ele dará Raquel.


Jacó concordou, quando passou a semana de festas do casamento com Lia, Labão lhe deu a sua filha Raquel (Cf Gênesis 29.25-28). Jacó trabalhou mais sete anos para cumprir o acordo que fez com o sogro. Ele amava Raquel e teve dois filhos com ela, José e Benjamim. Conheça mais da história de Jacó neste artigo 👉 Jacó foi Trapaceiro?




A História de José

José foi um jovem inteligente, temente a Deus e honesto, além disso, tinha o dom de interpretar sonhos. Ele apascentava as ovelhas com os seus irmãos, filhos de Lia, da serva dela e da outra serva de Raquel. Seus irmãos o invejavam, porque ele era o preferido de Jacó, por ser o filho da sua velhice com Raquel, a esposa amada.


José trazia notícias ruins dos seus irmãos para o pai, isso deixava os irmãos com mais ódio dele. Eles  ficaram furiosos quando Jacó fez uma túnica colorida para José. A túnica tinha um significado de destaque e quem a usava era respeitado, porque só as pessoas muito importantes podiam usá-la.



Os Sonhos de José

José, seus irmãos, o sol, a lua e as estrelas

Ele teve um sonho que estava atando molho com os irmãos e o molho dele se levantava e ficava em pé, logo os molhos dos irmãos o rodeavam inclinando-se diante do molho dele. Imediatamente contou-o aos seus irmãos: “Então lhe disseram seus irmãos: Tu, pois, deveras reinarás sobre nós? Tu deveras terás domínio sobre nós? Por isso ainda mais o odiavam por seus sonhos e por suas palavras.” (Gen 37.8).

COMPRE AQUI
👇
Livro


Os sonhos de José deixavam seus irmãos mais irados. No outro sonho, o sol, a lua e onze estrelas se inclinavam perante ele. Assim que contou o segundo sonho a seu pai e a seus irmãos, foi repreendido pelo pai e invejado pelos irmãos: “E contando-o a seu pai e a seus irmãos, repreendeu-o seu pai, e disse-lhe: Que sonho é este que tiveste? Porventura viremos, eu e tua mãe, e teus irmãos, a inclinar-nos perante ti em terra? Seus irmãos, pois, o invejavam; seu pai porém guardava este negócio no seu coração” (Gn 37. 10-11).



Os Irmãos Conspiraram Contra José   

                                   
Israel envia José a seus irmãos que estavam apascentando o rebanho próximo de Siquém, para saber notícias deles e do rebanho. José prontamente parte do vale de Hebrom e encontra um homem em Siquém que o informou ter ouvido dos irmãos de José que iam a Dotã. Ele segue a direção indicada pelo homem e os encontra, mas antes de aproximar-se dos irmãos, eles o avistaram de longe e conspiram contra José.


O plano deles era de matá-lo, lança-lo numa cova e dizer ao pai que uma fera o comeu. Ruben, o irmão mais velho, ao ouvir a trama, disse a eles que não o matasse, todavia o lançasse na cisterna. Logo que José chegou a seus irmãos, sua túnica de várias cores foi tirada por eles e o lançaram numa cisterna vazia.


Depois disso, Ruben se ausentou, os irmãos de José sentaram-se para comer pão e avistaram uma caravana de ismaelitas, então Judá persuade os irmãos a venderem José aos Ismaelitas em vez de mata-lo. Logo o venderam por vinte moedas de prata aos ismaelitas. Quando Ruben voltou e viu que José não estava na cisterna, rasgou as suas vestes, ou seja, ele ficou furioso e não sabia aonde ia. Então mataram um cabrito e tingiram a túnica de José com o sangue do cabrito.


Levaram a túnica ao pai dizendo tê-la achado e perguntaram se pertencia a seu filho. Ele a conheceu e deduziu que José fora devorado por uma fera. Israel “rasgou as suas vestes e pôs pano de saco sobre seus lombos”, visto que essa expressão era comum e por várias razões era usada, nesta situação expressava luto por uma pessoa muito querida. Israel lamentou seu filho por muitos dias.




José na Casa de Potifar


José foi levado ao Egito como escravo e Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda comprou-o dos ismaelitas. Potifar o leva para sua casa e o Senhor é com José e tudo que ele fazia  prosperava, porque Deus amava José e estava abençoando a casa do seu senhor através de José. Potifar, ao perceber isso,  entregou tudo nas mãos de José. Ele administrava todos os bens do seu senhor.




José Preso Injustamente


A mulher de Potifar queria deitar-se com José, porém ele a rejeitava. Cada dia ela o importunava para deitar-se com ele. Um dia, José foi à casa para fazer o seu trabalho, não havia ninguém da casa ali. A mulher do seu senhor aproveitou a ocasião e agarrou-lhe a roupa pedindo, mais uma vez, para que se deitasse com ela. Ele fugiu, porque não queria fazer esse mal, nem pecar contra Deus.


Ela se sentiu insultada por ele, e para se vingar de José, gritou chamando os guardas para acudi-la, acusando-o de tê-la agarrado para se deitar com ela, como prova, mostrou a roupa dele. Potifar o entregou na casa do cárcere, onde os presos do rei estavam encarcerados. Deus estava com José e mesmo no cárcere ele trabalhou. Logo, o chefe do cárcere confiou os presos aos cuidados de José.



José Interpreta o Sonho do Copeiro-mor e o Sonho do Padeiro-mor


O capítulo 40 de Gênesis revela a prisão de dois funcionários de destaque do rei: o copeiro-mor e o padeiro-mor, ambos foram presos por ofenderem o rei. José veio a eles pela manhã e viu-os perturbados, então perguntou a eles por que estavam com os semblantes tristes.


Eles lhe disseram que tiveram um sonho, cada um seu sonho, na mesma noite, porém não havia ninguém que o interpretasse. José disse que as interpretações são de Deus e pediu a eles para contarem o sonho. Após ouvir o copeiro do rei, ele interpretou e ocorreu conforme o que ele disse: O copeiro ia ser restituído do seu cargo.


José não hesitou em pedir ao copeiro que se lembrasse dele, quando fosse restituído do cargo e rogou-lhe para falar a Faraó sobre ele. O padeiro contou o sonho a José, mas não teve a mesma sorte do copeiro, pois o rei ia cortar a cabeça do padeiro e pendurar o seu corpo para as aves comerem a sua carne. As interpretações se cumpriram. Porém o copeiro não se lembrou de José e ele permaneceu preso.




Os Sonhos de Faraó

As vacas magras e as vacas gordas do sonho de Faraó


Na narrativa do capítulo 41de Gênesis, Faraó sonhou e pela manhã o seu espírito ficou perturbado, então Faraó chamou todos os adivinhadores do Egito e todos os seus sábios. Assim contou-lhes os sonhos que tivera naquela noite, mas  não conseguiram interpretá-los, todavia o copeiro-mor fez menção de José a Faraó e contou-lhe que um hebreu havia interpretado o seu sonho e o do padeiro-mor, quando foram para o cárcere, e os sonhos se cumpriram conforme dissera há dois anos. Faraó mandou chamá-lo.




José Interpreta os Sonhos de Faraó e é Nomeado Governador do Egito


Para se apresentar diante do rei, José barbeou-se e mudou as suas roupas. Faraó disse a José que sonhou e ninguém conseguiu interpretar os seus sonhos, mas ouviu dizer que ele ao ouvir um sonho era capaz de interpretá-lo. José disse que isso não vem dele e que Deus daria resposta de paz a Faraó.


Logo o rei contou-lhe os sonhos. José além de interpretá-los ainda orientou a Faraó como ele deveria prevenir-se da fome e da seca que viriam. Providenciando um homem entendido e sábio sobre a terra do Egito. Assim como governadores em toda a terra para abastecer o Egito com a quinta parte da produção da terra nos sete anos de fartura. José era um estrategista e sabia como ninguém lidar com negócios.


Faraó ficou tão fascinado com a inteligência de José que o colocou como o homem mais importante do Egito, depois de Faraó. Ele recebeu o anel que o rei estava usando e foi nomeado governador de todo o Egito.


Deus honrou a fé de José, não  importam as circunstancias. Ele tinha tudo para desistir; vítima do ódio e da inveja dos seus irmãos, jogado no poço e vendido como  escravo, além de ser preso injustamente, contudo continuou confiante, sendo fiel e obediente a Deus.


Baseado na Bíblia Sagrada



Por Julio Ferreira Lima


Postado em: 8/12/ 2018 e atualizado em: 11/02/2021



Referências bíblica: João F. Almeida Cor. e Revi., Fiel


Informações:

1. Jacó: Genesis 25.26, segundo esse relato da Bíblia, Jacó significa “aquele que vem do calcanhar”. 

2. "na barriga da mãe lutava com o seu irmão" Genesis 25.22.



Comentários

  1. Maravilhosa a história de José,foi perseguido,maltratado,invejado...mas Deus o exaltou! Só Deus,criador de todas as coisas poderia justificar José! Deus abençoe vc!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! As histórias da Bíblia são maravilhosas. Deus sempre honra a nossa fé, basta seguirmos na direção dEle, que a vitória é garantida. Deus abençoe vc também e obrigado pela sua participação.

      Excluir

Postar um comentário

Deixe o seu comentário para incentivar o nosso trabalho, será de grande valia para o crescimento do blog. Obrigado. Volte sempre.


Postagens mais visitadas deste blog

Samaritanos e Judeus Adoradores em Conflitos

Liberdade com Deus

O Fim do Reino de Judá