Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados

Imagem
  Lisens:  CC BY SA 4.0 Samuel e o Próprio Deus são Rejeitados (Complemento do artigo anterior) Os filhos de Israel sempre foram ingratos, esquecendo-se das obras de Deus, e de todas às vezes que clamavam por socorro e eram atendidos, agora além de desprezarem Samuel, rejeitaram a soberania de Deus. Já vimos que a mãe de Samuel, Ana, sob os cuidados de Eli, sumo sacerdote e juiz de Israel, entregou seu filho a Deus, e o menino cresceu aprendendo a Palavra de Deus. Samuel começou seu ministério como profeta muito jovem e foi o primeiro profeta de Israel (mencionado na Bíblia - Atos 3.24) e o último juiz. Se ainda não leu o início da história de Samuel, então leia neste artigo 👉 A Fidelidade e a Santidade de Samuel . O Início da Monarquia Samuel exortou o povo a abandonar seus ídolos, aproximar-se mais de Deus e preparar seus corações para o Senhor, que Ele libertará Israel das mãos dos filisteus. Samuel também convocou todo o Israel para congregar em Mizpá, ali houve arrependimento, je

Rebeca Gera Duas Nações, Jacó e Esaú

Pastor-ovelhas
Imagem Pixabay

Rebeca Gera Duas Nações, Jacó e Esaú


Os filhos de Rebeca lutavam em seu ventre, então ela perguntou ao Senhor: “Por que sou assim?” O Senhor respondeu que duas nações há em seu ventre e dois povos se dividirão e que o maior servirá o menor.


Quais são essas duas nações? Para sabermos quais são essas nações, precisamos conhecer um pouco sobre dois personagens bíblicos:

Jacó e Esaú

Eles são gêmeos, mas não são idênticos. Jacó nasceu agarrado ao calcanhar de Esaú, pois queria nascer primeiro, Esaú foi o primogênito e pela tradição o primogênito recebia do pai a benção da primogenitura. Qual o significado dessa benção?



A benção da primogenitura era uma tradição dos patriarcas. O pai outorgava direitos ao primeiro filho. O primogênito herdava todos os bens do pai, além de exercer autoridade na família, todavia essa bênção era de cunho espiritual e era a vontade de Deus que deveria prevalecer.


Justamente para Ele cumprir com o seu plano salvífico, mas com a promulgação da Lei mosaica, as   bênçãos foram entregues a todo o seu povo através dos sacerdotes. (cf Números 6.22-27).



Os edomitas e os israelitas foram as duas nações que brigaram no ventre de Rebeca, mas como surgiram essas nações? Esaú deu origem aos edomitas.

Jacó, teve seu nome mudado pelo Senhor para Israel e deu origem aos israelitas.



Quem era Esaú?


Ele era irmão gêmeo de Jacó, Esaú era o primeiro filho de Isaque e Rebeca, recebeu esse nome ao nascer por ser peludo. O irmão, por segurar o calcanhar de Esaú quando nasceu, recebeu o nome de Jacó.



Isaque era da idade de sessenta anos quando os filhos nasceram. Os meninos cresceram e Esaú se tornou um exímio caçador, homem do campo, enquanto Jacó habitava em tenda e era o preferido da mãe. Isaque amava Esaú e gostava de comer a caça do filho.



Jacó almejava a primogenitura do irmão, assim que Esaú chegou da caça cansado e faminto, viu o irmão fazendo um guisado vermelho e pediu-lhe o guisado, Jacó, por sua vez, aproveitou a oportunidade para oferecer a Esaú um prato de lentilha pela primogenitura.


Esaú estava faminto, logo disse a Jacó que estava a ponto de morrer, de que servirá a primogenitura! Ele desprezou o seu direito, tendo jurado que vendeu a sua primogenitura por um prato de lentilha a Jacó. Esaú também foi chamado Edom, que significa vermelho, devido à lentilha vermelha.


Esaú era da idade de quarenta anos e se casou com duas mulheres hititas. Elas eram pagãs e amarguraram a vida de Isaque e de Rebeca. (cf Gênesis 26:34-35). Jacó almejava a bênção da primogenitura, não pela herança material, mas pela importância espiritual, diferente de Esaú. Deus na sua onisciência sabia do desprezo de Esaú.


Isaque envelheceu e não enxergava mais, ele chamou Esaú para caçar algo e fazer uma comida saborosa para ele comer, Isaque disse que o abençoaria, pois, já estava velho e não sabia o dia que ia partir.



Rebeca ouviu Isaque falando com Esaú, logo chamou Jacó e o persuadiu a passar-se por Esaú levando uma comida saborosa para o pai, e receber a bênção no lugar do irmão, enquanto o mesmo estava caçando.


Jacó queria muito essa bênção, apesar de ficar receoso, fez o que a mãe pediu e enganou o pai recebendo a bênção que ele tanto desejava. Quando Esaú chegou com a comida para receber a bênção, o pai já havia dado a Jacó e não podia voltar atrás. Esaú ficou tão furioso que Isaque mandou Jacó a Padã-Arã e o ordenou não se casar com mulher cananeia.


Jacó obedeceu ao pai e fugiu da ira do irmão. Esaú ouviu quando o pai ordenou a Jacó casar-se com uma moça da casa dos pais de Rebeca, então Esaú casou-se com a filha de Ismael
², para provocar os pais, pois Ismael, apesar de ser meio-irmão do pai, era inimigo.


Jacó foi a Padã-Arã e encontrou com Raquel, logo se encantou com a moça. Ela era filha de Labão, seu tio, irmão de Rebeca. Jacó não tinha dote, então se dispôs a trabalhar sete anos para o tio, por Raquel.


Ele cumpriu os sete anos, todavia Labão o enganou e fez a filha mais velha se passar por Raquel, no dia do casamento. Como ele se casou com Lia pensando ser a sua amada, teve que trabalhar mais sete anos por Raquel.


Jacó teve duas esposas e duas concubinas, doze filhos e uma filha. Ao voltar para a terra de seus pais, ele lutou com Deus e o Senhor mudou o seu nome para Israel. Os doze filhos formaram as doze tribos de Israel.


Jacó tinha quarenta anos quando fugiu do irmão, ficou vinte anos em Padã-Arã e retornou com sessenta anos. Ele ainda encontra seu pai, porém a mãe já havia partido para o Senhor.





Esaú e Jacó se Separam

Esaú perdoou a traição de Jacó, contudo tiveram que se separar por conta dos bens que Esaú havia adquirido em Canaã. Os dois irmãos adquiriram tantos bens que a terra onde estavam vi­vendo não podia sustentá-los, por causa dos seus rebanhos. Os seus bens eram tantos que eles já não podiam morar juntos; por isso, Esaú e seus descendentes foram para as terras montanhosas de Seir. (cf Gênesis 36.6-8).



Ele teve três esposas e cinco filhos, todos os seus descendentes deram origem aos edomitas. Aqui vemos que a promessa feita a Abraão por Deus que ele seria pai de muitas nações, e a Palavra dada a Rebeca que havia duas nações em seu ventre começou a se cumprir.


Jacó foi para Sucote, lá construiu uma casa para si e abrigos para o seu gado.


👉Veja a história de Jacó e a sua trajetória com mais detalhes neste artigo: "Jacó Foi Trapaceiro?".






Conclusão


Apesar de Jacó ter se precipitado enganando o pai para receber a bênção, Deus o honrou, porque Jacó era persistente e tinha muita fé no Senhor. O que não aconteceu com Esaú, que amargurou a vida dos pais se casando com mulheres pagãs, contudo Deus cumpriu com a sua promessa fazendo Esaú crescer na terra de Canaã se tornando uma nação.



Todos nós erramos, porém, quando procuramos acertar crendo no poder do Senhor, Ele honra a nossa fé e nos conduz por caminhos de vitória. Jacó foi um vitorioso e a nação de Israel foi eleita pelo Senhor como povo de Deus.

“Palavra alguma falhou de todas as boas coisas que o Senhor falou à casa de Israel; tudo se cumpriu.” (Josué 21.45).




Baseado na Bíblia Sagrada



Por Julio Ferreira Lima





Informações

1 - Ismael, era filho de Abraão com a serva Agar, ele foi rejeitado por Abraão segundo a ordem de Deus. (cf Gênesis 21.8-13).



Referências dos textos Bíblicos:

Almeida Corrigida Fiel - ACF (Bíblia Online)



Referência Bibliográfica

BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo de Genebra. 2ª edição. Tradução de J. F. de Almeida. Edição revista e atualizada. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 1999. 1728 p

Comentários


Postagens mais visitadas deste blog

Jesus Dava Exemplos de Gratidão?

Jacó Foi Trapaceiro?

José, de Escravo a Governador do Egito

A Consolação de Israel